HO Redentora

A retinopatia diabética é a principal causa de cegueira na idade produtiva e atinge cerca de 40% dos pacientes com diabetes

14 de novembro é o Dia Mundial do Diabetes, doença que atinge mais de 13 milhões de pessoas no Brasil. E milhares de brasileiros diabéticos correm o risco de desenvolver o edema macular diabético, alerta Dra. Paula Miyasaki, chefe do Departamento de Retina e Vítreo do Hospital de Olhos Redentora. 

“O edemar macular é a principal causa de cegueira em pessoas com idade produtiva em países desenvolvidos, como o Brasil. Isso porque o diabetes não controlado pode levar a complicações em diversos órgãos, inclusive nos olhos”, completa a oftalmologista do HO Redentora.

Estima-se que o Brasil tenha hoje 13,4 milhões de pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2. A retinopatia diabética, ao contrário do que se imagina, não é uma doença ligada à idade. Adolescentes e jovens adultos também podem desenvolver retinopatia diabética, caso não tenham um bom controle de seu diabetes. A retinopatia diabética acomete a visão devido ao acúmulo de material anormal nos vasos sanguíneos do fundo do olho – o que pode ocasionar o entupimento ou enfraquecimento desses vasos, muitas vezes levando ao seu rompimento e a danos à retina.


O que é a retinopatia diabética

A retina é a camada do olho em que estão alojadas as células que recebem luz, processam as imagens e levam essas informações ao cérebro. Com o excesso prolongado de açúcar no sangue, os vasos sanguíneos da retina se deterioram se tornando mais permeáveis, possibilitando o extravasamento de sangue e fluido: o chamado edema. Como consequência, o portador da retinopatia diabética pode, inicialmente, perceber um embaçamento da visão e a condição pode progredir para a perda parcial ou mesmo total da visão.

55 (17) 3308 2718 / 55 (17) 3308 2443 / 55 (17) 3217 1649
intermidia@intermidiariopreto.com.br
São José do Rio Preto – SP
Todos direitos reservados à Intermidia Comunicação.
Criação de Sites: